Eu e minha desorganização, um caso de amor e odio.

Em Eu · 17 nov 2014

Want create site? With Free visual composer you can do it easy.
  Começo esse post com um pouco da minha indignação comigo mesma, eu queria mesmo ser mais organizada, não parar as coisas pela metade, pensar antes de falar, organizar e não voltar a desorganizar e o mais importante, prometer ficar e nunca partir.
   Se alguém segue esse blog desde o inicio, sabe o quanto eu digo que vou ficar e eu sempre sumo, seja pela faculdade, seja por algo de bom que me aconteceu na vida profissional ou por preguiça e é lamentável mas o que mais me afasta daqui é a maldita da preguiça.
   Meu foco aqui nunca foi ficar rica e famosa, longe disso, (na verdade nunca me iludi a esse ponto) o meu foco era levar algo realmente a serio e a quase um ano tenho fracassado, embora eu nunca desista de fato, eu tenho medo de algum dia desistir. São um emaranhado de coisas, mas no geral a preguiça e a desorganização sempre estão ali presentes, seja no meu quarto, no meu caderno da faculdade ou em qualquer outra coisa que seja material e pautável. 
    Eu sei que eu deveria ter vergonha disso, como minha mãe SEMPRE diz “você já tem quase 21 anos dona Aline tem que aprender a não bagunçar tudo”, mas o engraçado de tudo isso é que na minha bagunça eu sempre me acho, e mesmo havendo meia tonelada de clichê nessa frase é a mais pura verdade.
    É no meio dessa bagunça que eu me encontro de verdade, é no meio de toda essa “zona” que eu saio do comodismo, é no meio de tudo isso que tudo faz sentido. Não estou procurando motivos para ser desorganizada, mas se eu tivesse que dar motivos para isso talvez eu ate tivesse, só quero dizer que, mesmo com tudo isso, ou parte disso, eu ate me sinto bem assim, me sinto bem, apesar dos pesares rs.
    Como eu disse no titulo eu e minha desorganização vivemos um caso de amor e ódio de verdade, as vezes ela me inspira, as vezes ela me detona, ou as vezes ela só me estagna mais ainda, porem, por mais que ela esteja ali eu sei que se não fosse ela, eu não acharia modos de organizar outros campos da minha vida mentalmente como faço na maioria das vezes (ou pelo menos tento). Talvez o maior motivo para eu não desistir de toda essa incógnita na minha vida é que em alguma parte da minha cabeça, algo me diz que se eu deixar de ser assim eu estarei deixando parte de mim, meio surreal isso né? ou só eu achei surreal?, as vezes acho que nasci com a cabeça bugada porque tenho umas conclusões sobre tudo, muito nada a ver com o que as pessoas pensam.
  No final (ou no começo) de tudo, talvez esse texto tenha sido só um desabafo da pessoa mais desorganizada e tratante do universo ou talvez um monte de desculpas para justificar parte dos meus erros, entretanto, acredito mais na primeira opção rs, sem mais delongas e “nhe nhe nhes” deixo vocês com esse momento de “reflexão” rs
    Atenciosamente (ou não),
Sra. Desorganizada.
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Sem Comentários

Deixe um comentário