A importância dos dias ruins

Em Pessoal Saúde · 10 ago 2019

Primeiro de tudo, já começo dizendo que os dias ruins são importantes para que possamos valorizar as coisas boas nas nossas vidas. O que faz sentido, pois se estamos em constante aprendizado é necessário passar por coisas boas e não tão boas assim para que o crescimento seja certo. 

A importância dos dias ruins


Como identificar um dia ruim? 

Vamos trocar “dia ruim” por “dia não tão bom assim” (rs) porque até nesses dias, é importante tentarmos tirar coisas boas, mas isso é assunto pra outro tópico. Um dia não tão bom assim, geralmente começa com você batendo o dedinho na quina de algum móvel, ou com uma dor de cabeça lascada, daquelas que parece que tem uma escola de samba na sua cabeça. Logo em seguida, talvez você perca o ônibus, ou o motorista poderá parar no ponto errado ou pior, você pode esquecer de dar sinal no ônibus por estar emburrado porque seu dia começou mal (aí já entra a consequência de se manter no pensamento negativo). Depois disso, é comum que seu dia seja regado de coisas não tão boas, e você vai ter que driblar todos os desafios, até chegar a hora de voltar pra cama.


Como se livrar de um dia não tão bom assim? 


Bom! Essa vai ser uma tarefa difícil, mas, não é impossível! Primeiro, tente manter a calma, respire fundo conte até dez e pense que os dias não tão bons também acabam. Já adianto que pode não funcionar (então porque raios eu tô dando essa dica -você deve estar pensando- calma, cê vai entender!), Nesse caso, o que você vai fazer é permitir-se sentir suas emoções, seja raiva, tristeza, voltado de gritar (só não grita do nada, porque pode assustar as pessoas e os bichineos u.u). Pronto, já sentiu? Então agora você vai respirar fundo e focar em coisas que te fazem bem, o que funciona pra mim: 

  • Ouvir minha playlist da adolescência (com bastante música emo);
  • Assistir Atyphical ou Gossip Girl (melhores séries da vida);
  • Andar pelo meu lugar favorito sem pensar em nada (Avenida Paulista);
  • Ficar horas no telefone com suas melhores amigas (se lamentando de como a vida é cruel ou pedindo ajuda pra escolher algo no ifood, – o que pra mim é uma das tarefas mais difíceis do mundo);
  • Tomar um chocolate quente com menta da Starbucks (em alguns casos, o com xarope de morango também resolve, mas veja bem, esse eu costumo usar para dias felizes, então só o use quando de fato não estiver saída para o dia não tão bom assim passar mais rápido) ;
  • E por último, mas não menos importante, eu tento entender cada uma das coisas que fizeram desse dia um emaranhado de coisas desastrosas).

As vezes nem todas essas coisas resolvem, então é nesse momento que eu me permito apenas esperar o dia acabar. 

Identificando coisas boas depois desse dia desastroso

Como prometido no começo desse texto, meu exercício para identificar coisas boas, por mais difícil que seja é pensar no que deu certo. Lembra da listinha acima? Então, essas podem ser às coisas boas desse dia e isso só prova que, por mais difícil que seja, na maioria das vezes, depende só de você virar o jogo (talvez não o jogo todo, mas, parte dele, um empate ainda é melhor do que uma derrota, né?). E sabe o melhor? Ao final dos dias tão ruins você tem a oportunidade de “resetar” as coisas, então, durma pensamento que o amanhã será diferente, que vai dar tudo certo e que mesmo as coisas que te chateiam vão te ensinar alguma coisa, seja ser mais paciente, ter mais empatia, ser mais calmo, ou qualquer outra lição que a vida tem pra nós dar. 

Dica bônus pra lidar com dias não tão bons: 

Tenho um amigo, que é muito organizado e é uma das pessoas mais otimistas que eu conheço, sabe o que ele faz? Ele agenda uma hora em seus dias para se permitir ficar bravo, triste ou irritado. Você deve pensar “bom, ou ele é muito organizado ou meio louquinho”, mas não (embora seja um pouquinho sim u.u), esse é o modo dele mostrar a si mesmo que ele tem o controle da situação e não vai ser uma coisa bem pequena (ou as vezes bem grande), que vai acabar com o dia dele, e assim ele se mantém otimista e transbordando coisas boas a todo mundo que passa em sua vida. Ontem mesmo eu tive um dia ruim, e foi esse amigo que me fez refletir sobre todo o conteúdo desse texto. Obrigada por me reerguer, até quando eu tô com a cara amarrada.  <3

Sem Comentários

Deixe um comentário