Biblioteca da Anine – PS: Ainda amo você Jenny Han

    Em Biblioteca da Anine · 04 ago 2017

        Como havia dito aqui, os livros da Jenny Han conseguiram me tirar o sono, como boa romântica que sou, não conseguir pregar os olhos enquanto não devorei os dois livros, eu sei, eu sei, isso se deve a minha curiosidade imensa quando se trata de saber o final das historias seja qual for o tema.

    Resultado de imagem para ps ainda te amo

         Eu fiquei horas procurando o livro físico, o desespero era tanto que parti ate pros PDF da vida e quase que não acho, tava começando a ficar brava porque não achava a continuação da minha adorada historia, mas tudo ficou mais bonito e colorido, quando finalmente achei ele (tudo bem que pra isso eu tenha parado outro lado de SP pra achar, o importante é que quando comecei a leitura do segundo livro me acalmei novamente).

        Esse post pode contem spoiler do primeiro livro, então se você ainda não o leu, vá ate esse post, e depois volte aqui beleza? u_u

        Em PS: Ainda amo você, Lara Jean já sabe quem enviou as cartas porem, isso se torna irrelevante depois das novas emoções que ela passa nesse livro, agora ela se vê em um romance bem conturbado com Peter devido ao modo em que tudo começou e o rumo que o romance dos dois toma no decorrer de tudo.

        Mas mesmo que houvesse alguns obstáculos no que os dois tinham, por causa da não tão adorada ex namorada de Peter, dona Genevive (não vou xingar mas né, não sou fã dela) as coisas ficam mais difíceis quando alguém do passado de Lara Jean aparece, deixando a protagonista um tanto quanto confusa em relação aos sentimentos dela por Peter.

        O que posso dizer no geral é que em alguns momentos eu gostaria que as coisas tivessem tomado outros rumos, ainda mais quando se tratou se algumas atitudes do senhor Peter, mas no fim, acabei concordando com o final, e com todo o enredo da historia, mesmo que tenha ficado com um gostinho de “quero mais” em alguns momentos, tenho que dizer que foi um romance muito bom. Como já havia dito no post de “Para todos os garotos que já amei”, a autora consegue criar um misto de raiva com expectativa em alguns momentos o que torna tudo mais emocionante.

        Minhas impressões do livro teve algumas oscilações em alguns momentos concordava solenemente com as decisões de todos os personagens em outros ficava com uma cara “UÉ” e apenas seguia pra ver qual era o rumo de toda a presepada que tava lendo e posso dizer que não me arrependia por tomar essa decisão.

          Enfim, já leram o primeiro livro? e o segundo? Olha vou esperar sua opinião aqui embaixo hein? E se quiser sugerir livros para resenha, sinta-se a vontade, a casa é sua!

     Ate breve!

  • Os melhores canais do YouTube (segundo Poxanine!) – BEDA

    Em BEDA ·

    Boa noite querubins, como vão vocês? Cá estamos nós no terceiro dia de BEDA, e tenho que dizer que tá me batendo um orgulhinho de mim mesma, mas calma, não vou me empolgar, temos um mês inteiro pela frente né não? K No post de hoje, venho lhes mostrar meu top 5 de canais preferidos da …

  • Sobre expectativas criadas e não atendidas – BEDA

    Em Eu · 02 ago 2017

    É muito comum criamos expectativas com diversos campos da nossa vida, casa, amigos, família, trabalho, situações aleatórias do nosso dia a dia, entre muitas outras coisas, sendo elas grandes ou pequenas, mas, será mesmo que quando as coisas fogem do controle a ‘culpa’ não é dessas expectativas criadas? Partindo desse ponto de vista, quando as …

  • Mas Poxanine ta de volta! + BEDA

    Em Eu · 01 ago 2017

    Com licença, tô voltando: Oi gente, cês tão bem? Dá tempo de voltar ainda? Eu espero que sim! Cá estou eu, com toda a empolgação do mundo para anunciar que sim, tô voltando pro meu espaço de desorganização constante, e espero trazer diversas novidades com minha volta. Eu sei, eu sei que sempre falo “agora …

  • Cinemoteca da Anine – Já estou com saudade

    Em Cinemoteca · 23 jan 2017

    Nessas férias assisti um filme na Netflix que realmente me fez chorar (tudo bem que não precisa de muito pra isso rs, porem, o motivo foi o enredo do filme. Estou falando do filme “Já estou com saudade”, que narra a historia de duas amigas, mostrando desde o inicio da amizade quando crianças, passando pela …